Pinterest

A felicidade é um conceito difícil. É fácil dizermos o que sentimos quanto a isso, mas não se limita a um bem estar pessoal ou familiar, é mais um conjunto de situações muito específicas que fazem alguns sentirem-se bem com o mundo, mas que varia para outros. Mas que é bom, ninguém põe em causa.
Eu acredito que poderia ser feliz em qualquer parte do mundo. Bem, com a cultura que tenho, independência e personalidade, não seria bem em qualquer parte do mundo, principalmente por ser mulher. Acho que seria feliz com a realidade que tenho, mesmo que as pessoas e os lugares que tenho mudassem. Embora sofra com a separação dos amigos, com a distância, começo a acostumar-me a algumas alterações. Sei que os amigos que são para ficar, ficam e é isso o mais importante. Mas, como dizia antes, não era apenas aqui, na minha cidade ou no meu país que estaria bem. Da mesma forma que gostava de um dia morar numa casa grande minha, não num apartamento ou numa casa pequena, sei que isso não condicionaria nada, se o que quiser mesmo é fazer do caminho o conjunto de situações que me fazem ser feliz. Ainda assim, eu gosto de sonhar. Sonho muito e sei onde quero morar daqui a 2 ou 3 anos, onde quero morar daqui a 5 ou 6 e até sei que viagem quero fazer para comemorar os meus 30 anos. São lugares bem distantes e distintos, são sonhos ambiciosos. Algures por aí gostava de restaurar uma casa, concretizar muitas ideias, pormenores, aquelas pequenas coisas que tornam uma coisa 'minha', com a 'minha cara'. Depois há o pinterest. É uma rede social das mais fraquinhas, mas é um mundo de viagens virtuais no que toca a sonhos, e a escapadinha perfeita para as minhas curtas paragens no estudo.

Topem lá:








Próximo post:
« Próximo post
Post anterior:
Post anterior »
0 Comentários fofinhos